MATÉRIAS SOBRE O ARTISTA

PRÊMIOS

Artista plástico, artista gráfico, escultor, chargista, cartunista e compositor. André Cerino nasceu em Recife-PE em 10 de setembro de 1964. Deixou a capital pernambucana em 1983 e mudou-se para Brasília-DF. Nos últimos 35 anos, além de se dedicar à pintura, Cerino tem ilustrado livros, jornais e revistas do País. Já participou de diversas exposições coletivas, individuais de de artes e de humor no Brasil e no exterior. Entre os prêmios que já ganhou como artista, destacam-se: Menção Honrosa no 3º Salão de Humor de Minas Gerais, 2º lugar no IV Salão de Humor de Minas Gerais, Menção Honrosa no 2º Salão de Humor sobre a Fiscalização dos Gastos Públicos (Unacon), 3º lugar e 1º lugar do júri popular no 3º Salão de Humor sobre a Fiscalização dos Gastos Públicos (Unacon), e 1º lugar no 5º Salão de Humor sobre a Fiscalização dos Gastos Públicos (Unacon). Cerino também tem trabalhos publicados no Catalogue from III International Satirical Contest - Karpik 2005 / Niemodlin-Polônia, 1º  lugar – no Salão Internacional de Humor da Cidadania – Prêmio Direitos Humanos - Brasília/DF, 1º lugar no 3º Salão Nacional de Artes Contemporânea do Iate-Bsb-DF. Também já foi premiado em vários concursos de logomarcas e campanhas publicitárias.

Universo Imaginário

O artista plástico André Cerino expõe nesta 35ª Feira do Livro de Brasília (FeLiB) novos trabalhos em grande formato de sua série Universo Imaginário. As obras de pintura em acrílico sobre tela têm fundos abstratos (de cores ora vibrantes, ora pastéis) e desenhos lúdicos de traços geralmente finos e pretos, com inspiração surrealista.

Artista plástico André Cerino inaugura exposição sobre a flora do Cerrado

André Cerino dispensa pincéis. Prefere as mãos, as pontas dos dedos e, eventualmente, uma lâmina de estilete. Funcionam melhor para a proposta quando o tema é o Cerrado. Como se trata de pintar a natureza, o artista acredita que as mãos sejam instrumentos mais legítimos, capazes da mesma espontaneidade presente no mundo vegetal. Assim, Cerino confeccionou todas as 50 telas de Cores do Cerrado, exposição em cartaz no Templo da Boa Vontade.

Livro infantil de Dad Squarisi e Márcia Duailibe esclarece dúvidas sobre o Hino Nacional Brasileiro

As ilustrações ficaram a cargo do cartunista, webdesigner e artista plástico pernambucano André Cerino. “Sempre procuro aproximar meu desenho do desenho lúdico da criança. Por isso, acho que meu traço faz lembrar algo feito com lápis de cor ou de cera. É mais um prazer do que um trabalho”, destaca.

Feira do Livro de Brasília chega à 35ª edição com 119 expositores e espaço novo

A concepção artística da FeLiB ficou a cargo do ilustrador André Cerino, radicado em Brasília. Premiado como artista plástico e cartunista, ele vai expor algumas de suas obras durante o evento.

André Cerino lança livro e CD de músicas para a educação Infantil

Artista plástico se rendeu ao universo infantil e Lança a sua “Turma do Caracol: A Banda Animada” durante a 35ª FELIB - Feira do Livro de Brasília.

Exposição Universo Imaginário

O artista plástico André Cerino expõe 26 quadros de sua série Universo Imaginário no Espaço Cultural da Biblioteca Central da Universidade Católica de Brasília (UCB). As obras de pintura em acrílico sobre tela têm fundos abstratos de cores vibrantes e desenhos lúdicos de traços finos geralmente pretos, com inspiração surrealista.

O Cerrado explode na paleta de André Cerino

O Cerrado explode em cores nos 76 acrílicos sobre tela que o artista plástico André Cerino expõe na galeria da LBV (Legião da Boa Vontade), na 916 Sul, até 28 de março, sob o tema Cores do Cerrado. Cerino surpreende novamente os apreciadores da sua arte. Depois de mostrar labirintos urbanos, em 2009, ele, agora, vivifica a floresta goiana. Maduro, André Cerino trabalha há 25 anos como artista plástico. Um dos mais produtivos artistas brasilienses, além de pintor, é também escultor, cartunista, chargista, ilustrador, artista gráfico e web designer. Nascido no Recife, a fovista capital de Pernambuco, em 10 de setembro de 1964, em 1983, aos 19 anos, mudou-se para Brasília.

Com presença de Ministra do Meio Ambiente, UDF promove semana universitária

No primeiro dia do evento, o artista plástico André Cerino apresenta a exposição "Cores do Cerrado, uma série de 50 trabalhos em acrílico sobre tela, no hall principal do UDF. No dia 18, no mesmo espaço, acontece o Encontro BSB Sustentável, com uma mostra de artesanatos sustentáveis e origamis arquitetônicos.

No Templo da Boa Vontade, André Cerino apresenta as Cores do Cerrado

A mostra apresenta obras que são inspiradas na beleza exuberante do segundo maior bioma brasileiro, além de homenagear o dia do cerrado, celebrado em 11 de setembro, visa despertar a população para a beleza e a importância da preservação desse ecossistema típico da capital federal. A exposição faz parte da programação da 6ª Primavera dos Museus, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) que acontece simultaneamente em vários museus e espaços culturais do Brasil.

Cerrado serve de inspiração para artista plástico

O pernambucano André Cerino chegou em Brasília em 1983. Com múltiplas  habilidades – artista plástico, artista gráfico, escultor, chargista, cariculturista e web design, Cerino reverencia a natureza e na exposição “Cores do Cerrado” mostra todo seu amor pelo segundo maior bioma brasileiro, o Cerrado. O pernambucano descarta o uso de pincéis e fez mais de 100 obras usando apenas as mãos e o estilete. As telas estão expostas em uma galeria em Águas Claras.

O artista plástico André Cerino pintou quadros ao vivo durante o CBN Brasília especial de 25 anos

Também participaram do programa, Rodolfo Cordón do grupo G7 e Victor Leal da CIA Os Melhores do Mundo além dos colunistas Weimar Petengil e Márcia Zarur